PLC 009/2021 ainda precisa passar pela segunda votação

A Câmara de Vereadores aprovou em primeira votação, durante a sessão de hoje (19), o Projeto de Lei Complementar (PLC 009/2021) que altera o Plano de Custeio do ISSEM Saúde. O projeto aumenta de maneira exorbitante o valor das mensalidades, baseando-se unicamente na idade dos servidores e não mais na remuneração, fazendo com que aqueles que recebem menores salários sejam os mais penalizados. Foram oito votos favoráveis e dois contrários ao projeto do Executivo, que ainda vai a segunda votação, na próxima quinta-feira (21). Votaram contra o PLC 009 os vereadores Jeferson Cardozo e Sirley Schappo. Votaram a favor do PLC 009, os vereadores Ademar Winter, Anderson Kassner, Jair Pedri, Jonathan Reinke, Luiz Fernando Almeida, Nina Camello, Osmair Gadotti e Rodrigo Livramento.

“O Sinsep lamenta que os vereadores aprovem esse projeto tão prejudicial aos servidores, sem o debate necessário, já que as contas apresentadas pela direção do ISSEM possuem inúmeras inconsistências, conforme reconhece a ampla maioria dos vereadores”, afirma o presidente do Sinsep, Luiz Cezar Schorner. O Sindicato defende a investigação sobre a real situação das contas do ISSEM Saúde e a elaboração de um projeto que seja capaz de resolver os problemas financeiros do plano de saúde e não prejudique os servidores que ganham menos.
Foto: Tiago Rosário