O Sinsep reforçou, perante os vereadores jaraguaenses e os representantes do ISSEM (Instituto de Seguridade do Servidor Municipal) as propostas de mudanças ao Projeto de Lei 109/2018, que altera a lei Complementar 33/2003 que dispõe sobre o Sistema de Seguridade dos Servidores de Jaraguá do Sul. A reunião aconteceu na tarde do dia 19 de junho, na Câmara de Vereadores. Na semana passada, o Sinsep havia protocolado ofício junto à Câmara e ao ISSEM, destacando as propostas, uma por uma, o que levou o presidente da Câmara de Vereadores, Anderson Kassner, a solicitar a reunião. Entre os encaminhamentos, ficou acordado que novo encontro entre as partes deve acontecer, ainda sem data definida, antes do Projeto entrar em votação no Legislativo.

O Sindicato reivindica, há muitos anos, a eleição direta para Presidente do ISSEM, devido à importância do Instituto na vida funcional do servidor, e que o cargo seja ocupado por servidor de carreira (atualmente, a indicação do presidente é exclusiva do prefeito), assim como a escolha do presidente do Conselho de Administração, também indicado pelo chefe do Executivo. Em relação às mudanças que afetam financeiramente os servidores, o Sinsep sugere que os auxílios, hoje previstos no Estatuto do Servidor, continuem sendo mantidos pela administração, e propõe a manutenção da farmácia básica, que possibilita 25% de desconto, em folha de pagamento, na aquisição de medicamentos. Em último caso, que a retirada do desconto seja feita de forma gradativa. O Sindicato também não concorda com a cobrança da alíquota de 1% por dependente.