Categoria rejeita proposta enviada pelo governo à Câmara de Vereadores

Os servidores jaraguaenses que compareceram à Assembleia Geral promovida pelo Sinsep, na noite de ontem (13), no STIVestuário, manifestaram determinação de lutar contra a Reforma da Previdência no ISSEM (Instituto de Seguridade do Servidor Municipal), nos moldes propostos pelo governo. Os projetos de leis complementares enviados pelo Executivo à Câmara de Vereadores para votação aumentam a alíquota de contribuição, de 11% para 14%, e atrasam a aposentadoria dos servidores em até 15 anos. “A primeira ação da categoria será exercida sobre os vereadores, que são os que votarão o nosso futuro”, destacou o presidente do Sindicato, Luiz Cezar Schorner, que coordenou a Asssembleia e apresentou os PLCs através da projeção de datashow.

Na noite de ontem, também, os vereadores aprovaram por unanimidade o pedido de Audiência Pública solicitada pelo Sinsep, para realizar um amplo debate sobre a reforma da previdência (a data ainda não foi agendada). “Não resta dúvida de que precisamos de mais tempo e espaços para entender e debater as mudanças que vão impactar drasticamente as nossas vidas”. Como encaminhamentos da Assembleia, os servidores decidiram que o Sinsep deverá apresentar uma proposta alternativa à Câmara de Vereadores, que inclua a contribuição progressiva do servidor, a contribuição em dobro para a Prefeitura (patronal), além da manutenção das atuais regras de transição para acesso à aposentadoria e que se construa uma mesa de estudos entre a Administração, ISSEM e Sindicato, para realizar um novo cálculo atuarial, visando diagnosticar a nova realidade do ISSEM e construir os encaminhamentos necessários para a sua viabilização. “Se existe obrigatoriedade de implantação de mudanças contidas na Emenda 103, também é certo que a Prefeitura não precisa aplicar as piores alterações contra os servidores, como vem fazendo”, finaliza Luiz.