Os servidores em geral, e da área da Educação em especial, têm se sentido perdidos em relação às decisões tomadas pela administração Antídio Lunelli, decorrentes da situação de Emergência Municipal provocada pela pandemia da Covid 19. Sem qualquer transparência ou comunicado prévio, o setor de RH determina unilateralmente o afastamento laboral sem que os servidores sejam informados sobre o período a que se refere a licença prêmio ou férias ou mesmo como serão tratadas essas antecipações no futuro. O Sinsep já enviou ofícios à Administração e ao setor de Recursos Humanos, relatando a situação.

Reunião com Semed

Na tentativa de solucionar o problema, o Sinsep também encaminhou ofício à secretária da Educação, Ivana Atanásio Dias, no dia 14 de julho, requerendo que seja apresentado o planejamento da Secretaria dentro do Plano Emergencial de combate à pandemia e sobre como serão tratados os sucessivos afastamentos laborais na carreira dos servidores, quando do retorno das atividades educacionais à normalidade.