O Sinsep (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaraguá do Sul e Região) lamenta profundamente não ter sido ouvido para fazer o contraponto necessário à informação divulgada na edição do dia 3 de maio de OCPonline, sob o título “Jaraguá do Sul é a 3ª cidade onde o cidadão mais paga por funcionários públicos, diz pesquisa”. Primeiramente, porque pagamento de servidor não é custo, mas investimento em benefício da população. A reportagem, feita a partir de pesquisa do Observatório Social de Brusque, não ouviu o que pensa este Sindicato, nem mesmo o que dizem os próprios servidores.

Em nossa opinião, faltou à reportagem discorrer sobre o que significa o investimento de R$ 169,00 ao mês, por habitante, para pagar o funcionalismo público municipal. Com este recurso, a população está, ao mesmo tempo, investindo em Centros de Educação Infantil (CEIs) e em Escolas com ensino de alta qualidade, também no atendimento à Saúde, Assistência Social, na realização de obras, e assim por diante. Infelizmente, nos parece que o principal objetivo da matéria foi destacar o alto custo do funcionalismo municipal e, em contrapartida, desmerecer o excelente trabalho desempenhado pela nossa categoria para o bem da população jaraguaense.

O atual prefeito Antídio Lunelli, patrão do setor do Vestuário, tem feito todos os esforços para jogar a comunidade contra os servidores públicos. As perdas salariais da categoria chegam a 7,36%, mesmo com os 2,07% de reajuste concedidos pelo prefeito neste ano. Em momento algum a reportagem informa que o salário do prefeito de Jaraguá do Sul é um dos maiores do Brasil, assim como o do primeiro escalão da administração municipal, cujos vencimentos toda a população também ajuda a pagar.