Por seis votos a cinco, a Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul aprovou, em primeira votação, durante a sessão de 27 de junho de 2019, o Projeto de lei Complementar nº 09/2019, de autoria do Executivo, que revoga o recesso de final de ano concedido aos servidores públicos municipais e previsto no Estatuto da categoria. A aprovação do Projeto contou com o voto minerva do presidente do Legislativo e servidor de carreira, Marcelindo Carlos Gruner. A segunda votação em plenário deve acontecer na terça ou quinta-feira da semana que vem. Alguns servidores e diretores do Sindicato dos Servidores (Sinsep) compareceram à sessão e demonstraram indignação com o resultado.
O presidente do Sinsep, Luiz Cezar Schorner, espera reverter a situação na próxima semana, com a segunda votação. “Este é mais um projeto da administração municipal, que ataca direitos dos servidores públicos desde 2017”, critica Luiz, lembrando que “é lamentável que um servidor de carreira vote, mais uma vez, a favor de um projeto que retira direitos da categoria, e ajude a administração nesta sanha inacabável de desvalorizar cada vez mais o serviço público de Jaraguá do Sul”.