Julie Poglia (Sinsep) e Vilani Oliveira (Confetam) no lançamento da Campanha Salarial.

Julie Poglia (Sinsep) e Vilani Oliveira (Confetam).

O Sinsep esteve em Brasília nos dias 12 e 13 de dezembro para acompanhar o lançamento da Campanha Salarial Nacional Unificada 2017. Com o tema “Resistir e Lutar – Pela construção de um Estado justo para todos/as”, a campanha convoca a categoria para enfrentar as medidas austeras que retiram direitos dos servidores e precarizam o serviço público.

A presidente da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Vilani Oliveira, explicou que o tema foi definido pelo momento de alerta para a classe trabalhadora: “precisamos mostrar que não vamos aceitar a destruição dos nossos direitos, vamos resistir para manter o que temos e lutar para conquistar mais”.

A pauta nacional é baseada na garantia do serviço público de qualidade e no direito à dignidade humana, tendo como principais itens o ganho real de salário, a valorização do salário mínimo, o piso salarial e o combate à terceirização sem limites e às reformas trabalhista e previdenciária.

Representado por Julie Poglia, diretora de Saúde e Segurança no Trabalho, o Sinsep participou ainda dos debates organizados pela Confetam, que abordaram a crise econômica e a democratização da comunicação.

“A campanha nacional e os temas discutidos aqui nos dão uma base mais forte para construir as pautas nos municípios. Logo após o recesso, em fevereiro e março, vamos nos reunir com os servidores nas cidades para repassar as informações e definirmos juntos a pauta específica de cada município”, informa.