O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaraguá do Sul e Região (Sinsep) promoveu na noite de terça-feira (dia 30) o terceiro Encontro dos candidatos a prefeito com os servidores públicos, desta vez reunindo as três candidaturas do município de Schroeder, na Câmara de Vereadores, que praticamente ficou lotada de servidores públicos e apoiadores dos candidatos. Felipe Voigt já foi prefeito da cidade. Osvaldo Jurk é o atual prefeito e o vice de Jair Bridaroli, Hilmar Hertel, também já ocupou o cargo. A apresentação foi por ordem alfabética.

O presidente do Sinsep, Luiz Cezar Schorner, salientou a importância da atividade destacando que a intenção da diretoria do Sindicato é oferecer a oportunidade de ouvir as propostas dos candidatos para os servidores. “Não existe serviço público sem servidor e para que o serviço público funcione é necessário valorizar o servidor, o que se caracteriza por um conjunto de fatores”, afirmou Schorner, lembrando que, em uma eleição, o povo elege o prefeito, mas o servidor elege o patrão.

Ao final de cada apresentação, os candidatos foram convidados a assinarem a carta Compromisso elaborada pelo Sinsep. Cada candidato teve 15 minutos iniciais para expor suas propostas. Depois responderam três perguntas (em três minutos para cada uma) e mais cinco minutos para as explanações finais.

Felipe Voigt

O candidato da coligação PP/PSB usou apenas seis minutos para expor suas propostas aos servidores. Se comprometeu a valorizar o servidor e lembrou que na sua administração anterior chegou a conceder mais de 100% de reajuste, além da implementação do Plano de Cargos e Salários, revisão do Vale alimentação e estruturação das unidades pedagógicas. O candidato disse ainda que a Prefeitura é como uma empresa e deve ser administrada como tal, isso é, se não tiver receita, não pode haver investimentos. Salientou que sempre foi parceiro do Sindicato, priorizando a transparência, a clareza e o cumprimento às leis. Segundo Voigt, todos os setores da Prefeitura devem ter chefias qualificadas para a função, independente das opções partidárias. “Vamos valorizar o que já temos”, disse o candidato. Em suas exposições finais, Felipe Voigt prometeu “o melhor possível”.

Jair Bridaroli

Com chapa pura (PSD), o candidato afirmou que, com apenas um partido dentro da Prefeitura haverá mais chance de valorizar os funcionários de carreira, já que não terá compromisso com outros partidos na administração pública do município. Prometeu fazer “um trabalho diferente”, reduzir os cargos comissionados e disse que “para pagar mais tem que ter mais receita”, trazendo mais empresas para o município que “está indo para o abismo.” Na avaliação do candidato “é muito simples governar”, embora admita que não existam milagres. Para solucionar a “crise”, Bridaroli disse que vai lutar pela instalação de novas empresas e valorizar a mão-de-obra do próprio município, já que, atualmente, 5 mil moradores de Schroeder trabalham nos municípios vizinhos e apenas 4.200 no município de origem.

Osvaldo Jurk

O candidato da coligação PSDB/PDT/PR/PP citou as conquistas da categoria nos últimos três anos, como a cessão de um terreno para a construção da sede de lazer dos servidores, a equiparação salarial entre alguns setores (motoristas de ônibus e setor de Saúde), enquadramento salarial de operador de máquina e adequação de jornada de trabalho dos servidores que trabalham na estação de tratamento de água do Bracinho. Salientou ainda que tem honrado todos os reajustes salariais da categoria, deu oportunidade de aperfeiçoamento profissional aos servidores e admitiu que gostaria de integrar ao salário o valor do Vale alimentação. “Hoje todas as férias estão em dia”, citou o candidato, lembrando ainda que sempre concedeu reajuste de salário acima da inflação no período em que a medida foi possível e que pretende continuar a reajustar os salários na data base da categoria. “Primeiro vamos honrar os compromissos com quem nos ajuda”, disse. “No serviço público trabalhamos com pessoas, não com produtos ou coisas”, afirmou. No que se refere a valorização de serventes e serviços gerais, prometeu urgência na revisão do Plano de Cargos e Salários. Defendeu e educação integral e prometeu uma “administração segura”.

CARTA COMPROMISSO

 Eu, candidato a Prefeito de Schroeder, Santa Catarina, assumo o compromisso de dialogar e negociar com o SINSEP, único e legítimo representante legal dos interesses coletivos dos servidores públicos municipais de Schroeder, priorizando as demandas relacionadas nesta Carta Compromisso.

1. Mesa de Negociação permanente instituída em Lei Municipal como espaço de diálogo e transparência;

2. Aplicação de índices de reajuste real de salário e do auxílio alimentação previsto na Lei Orçamentária Municipal anual;

3. Concursos públicos periódicos;

4. Programa de Valorização dos Servidores Públicos Municipais, com:

a. Metas voltadas para a saúde e segurança no trabalho;

b. Combate ao assédio moral e sexual no trabalho;

c. Melhoria das condições físicas e dos equipamentos nos locais de trabalho;

d. Realização de cursos de aperfeiçoamento e atualização;

e. Acesso a políticas específicas de Habitação, Cultura e Crédito, dentre outras.

 5. Atualização do Plano de Cargos e Salários dos Servidores Públicos Municipais de Schroeder;

6. Revisão do Estatuto do Magistério Público Municipal;

7. Cumprir a Lei 11.738/08, que institui o Piso Salarial Nacional para os profissionais do Magistério Público de Educação Básica, da seguinte forma:

a. Implantar integralmente a hora-atividade na educação infantil e no Ensino Fundamental;

b. Aplicar o reajuste concedido na carreira de todos os profissionais do magistério, sempre retroativo a janeiro de cada ano.

8. Adequação da legislação municipal às alterações da legislação federal no que diz respeito ao servidor público municipal, como redução de carga horária, criação de pisos nacionais, licença paternidade, dentre outros;

9. Nomeação de servidores efetivos para ocuparem funções gratificadas e cargos comissionados;

10. Liberação de dirigente sindical para que possa capacitar-se na defesa da categoria que representa;

11. Liberação de servidores para participarem de atividades desenvolvidas pelo Sinsep, tais como palestras, cursos e seminários.

Schroeder, 30 de agosto de 2016.