A pedido dos servidores municipais, o Sinsep elaborou “Carta aberta ao prefeito de Corupá”, que foi publicada na página 11 do semanário O Corupaense, em 15 de maio/2015, e está reproduzida abaixo

 Carta aberta ao prefeito de Corupá

Servidores querem negociar

Senhor prefeito, em nome dos servidores municipais de Corupá, o Sinsep vem a público manifestar a indignação da categoria diante de seu desprezo com quem se dedica e tem a preocupação de prestar um serviço público de qualidade à população. Tal desprezo está evidente no fato de que há mais de dois anos o prefeito se nega a negociar qualquer tipo de pauta com a direção do Sindicato, entidade de representação legítima dos servidores corupaenses.

Senhor prefeito, o servidor não é seu adversário e quando reivindica melhorias tem como objetivo aprimorar a qualidade no atendimento aos munícipes. Com salário digno, o servidor fica ainda mais motivado para executar suas tarefas. Sem ambiente adequado de trabalho não é possível oferecer ao cidadão o serviço com a qualidade que ele tem direito.  Afinal, é a população que, por meio do recolhimento de seus impostos, paga os salários de todos os servidores, inclusive o do prefeito e de seus comissionados. Assim, ao desprezar e desrespeitar os servidores, o senhor também está desprezando e desrespeitando o povo de Corupá.

Desta forma, já que o senhor se nega a receber a direção do Sinsep para negociar a pauta das campanhas salariais da categoria e se nega a dialogar sobre qualquer reivindicação dos servidores, vimos a público para lhe fazer alguns questionamentos:

Por que o senhor não negocia com o Sinsep, entidade de representação legítima dos servidores?

Por que o senhor não paga o Piso Nacional do Magistério aos professores corupaenses, conforme determina o Ministério da Educação, com base na Lei Federal nº 11.738, de 16 de julho de 2008?

Por que o senhor ainda não implantou o 1/3 de hora-atividade para os professores, conforme a mesma lei que instituiu o Piso Nacional do Magistério?

Como o senhor investe os recursos do Fundeb?

Como o senhor investe os recursos do PMAQ?

A Diretoria