Escolha uma Página

O prefeito Antídio Lunelli e o secretário Argos Burgaardt já noticiam na mídia local uma projeção de superávit que chega a R$ 20 milhões, até o final do ano. Economizaram nas costas dos servidores públicos de Jaraguá do Sul e na queda da qualidade dos serviços prestados à população como um todo. Quem não lembra da presença do prefeito, secretários e comissionados em duas reuniões da Acijs, onde foi projetado um déficit de R$ 60 milhões para este ano?

Foi a deixa para que o prefeito começasse a perseguir implacavelmente a categoria: a partir daí, veio o pacote de maldades, que retira uma série de direitos e resultou em uma greve histórica de 31 dias, e o anúncio de reajuste zero para os servidores. Como se não bastasse, diariamente, o prefeito utiliza a mídia local para desacreditar e desgastar a imagem do servidor perante a comunidade.

Nesse embróglio, que persiste até o momento, o Sinsep não pode deixar de registrar sua indignação à Câmara de Vereadores, nas pessoas do presidente Pedro Anacleto Garcia, Anderson Kassner, Eugênio Juraszek, Dico Moser, Jaime Negherbon, Jackson Ávila e Marcelino Gruner. Esses vereadores aprovaram o “pacote do Antídio” e ainda não demonstraram o empenho necessário para convencer o prefeito a conceder a reposição da inflação ao salário dos servidores.

Pin It on Pinterest